Santo Antônio do Retiro

Atualizado: Abr 30

Santo Antônio do Retiro está localizado no extremo norte de Minas Gerais, próximo da divisa com a Bahia, na região denominada Alto do Rio Pardo.

Os primeiros moradores se estabeleceram na região no fim do século XVIII, fato este comprovado pela referência mais antiga documentada do ano de 1783.

Um fato histórico marcante foi a passagem da Coluna Prestes em 20 de abril de 1926. Segundo contam os mais velhos, mais de 1000 homens passaram pelo arraial, margeando os rios Pardinho e Cedro.

Porém, apesar do seu ideal político-social de reforma, os chamados “revoltosos” cometeram muitas barbáries como maus tratos e violação das propriedades dos pequenos comerciantes, chegando a ocorrer duas mortes no povoado, causando a fuga das pessoas para o mato, por medo da violência do bando.

A passagem por Santo Antônio do retiro está registrada no livro “A Coluna Prestes (Marchas e Combates)”, escrito pelo secretário da Coluna, Lourenço Moreira Lima. No entanto, não há neste livro os registros destes atos cometidos contra o povoado de Santo Antônio do Retiro e que deixou péssimas lembranças aos moradores da época.

O distrito de Santo Antônio do Retiro que antes pertencia ao município de Rio Pardo de Minas, foi emancipado no dia 21 de dezembro de 1995.


Santo Antônio do Retiro atualmente


A cidade está na região da Serra Geral, onde a vegetação predominante é a do Cerrado. Rica em belezas naturais, Santo Antônio do Retiro tem muitas opções para quem aprecia atividades ao ar livre!

Cristiano e Sandra na Pedra Grande

Na lista destas riquezas naturais estão a Serra do Pau D’Arco e a Pedra Grande com belíssimos sítios arqueológicos, a Serra do Sucuruiu, a Floresta de Pequizeiros, nascentes, cachoeiras e muitos rios como o Cedro, Mandassaia, Sucuruiu, Rio Pardinho, Santo Antônio e outros córregos da grande rede hidrográfica da região.




Vamos conhecer um pouco mais destes lugares?


Então, seja bem-vindo (a) a Santo Antônio do Retiro!


Feira Municipal


Um diferencial em Santo Antônio do Retiro é que o comércio fecha aos sábados, mas funciona aos domingos no período da manhã.

Ali na Praça da Matriz é onde ocorre a maior movimentação. A feira se espalha pela praça e pelas ruas do seu entorno. Além da venda de produtos oriundos da agricultura familiar, também há barracas de roupas, de utensílios domésticos e de lanches, como o pastel e a tapioca.

Produtos da roça - Mercado Municipal

No Mercado Municipal que fica em frente à Praça da Matriz o movimento também é grande, principalmente na hora do almoço. Nas laterais do saguão do mercado há pequenos restaurantes bem simples, mas que preparam uma comida muito saborosa a um preço bem em conta.

Peixe - Piranha - Mercado Municipal

o estranhe! Estes restaurantes são tão pequenos, que a mesa de refeição é coletiva. Mas é uma boa oportunidade de fazer novas amizades e se inserir na cultura local!

Estes restaurantes funcionam durante a semana também, tornando-se assim uma boa opção para o almoço!


Floresta Nacional de Pequizeiros

Em Santo Antônio do Retiro há várias reservas biológicas que contribuem para a recuperação e conservação ambiental, mantendo o equilíbrio de toda a diversidade natural da região.

Entre elas está a Floresta Nacional Pequizeiros na comunidade de São Joaquim em Santo Antônio do Retiro. Trata-se de uma floresta com diversos pequizeiros nativos, concentrados em uma área de proteção estabelecida pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).

Floresta Nacional de Pequizeiros

O objetivo visa promover a pesquisa e o uso de recursos naturais para a exploração sustentável, preservando assim, esta árvore que é típica do Cerrado!


O Pequi

O fruto do pequizeiro, o Pequi, tem uma cor amarela bem intensa, assim como o seu sabor!

Para quem já provou os pratos típicos com pequi, só existem duas opiniões a respeito: ou você ama ou odeia o Pequi!

Muitos também atribuem ao Pequi poderes afrodisíacos! O fato é que as crianças que nascem nos meses de agosto ou setembro são chamadas de “Filhos do Pequi”, pois nascem 8 ou 9 meses depois da safra do Pequi, que acontece volta do mês de dezembro.

Devido sua cor e importância na cultura gastronômica, o Pequi é chamado de “O Ouro do Cerrado”! Por isso a necessidade de preservação desta árvore tão valiosa para a cultura e a gastronomia das regiões do Cerrado!


Flor de Pequi


Pé de Jaca Gigante

O extremo norte mineiro parece ser uma região muito fértil. Em Montezuma há os Dois Maiores Pés de Pequi do Mundo, além de um Pé de Tamarindo merecedor de um título também.

Já em Santo Antônio do Retiro há um imenso Pé de Jaca na propriedade do Sr. Batista, na comunidade de São Joaquim. Estima-se que o tronco tenha por volta de 5,00 metros de circunferência, altura de 15,0 metros e a sua copa uns 30 metros de diâmetro.

Cristiano e Sandra - Pé de Jaca Gigante

As suas dimensões impressionam, principalmente se você estiver debaixo da sua copa que mais parece uma grande oca! Apenas tenha atenção de não ficar debaixo das jacas maduras, pois além do tamanho, elas podem cair de uma altura considerável!




Serra do Rio Sucuruiu

Em meio a uma paisagem exuberante da região da Cordilheira do Espinhaço e da Serra Geral, encontra-se a Serra do Sucuruiu, localizada na divisa entre Santo Antônio do Retiro e Monte Azul.

As serras da região impressionam por sua grandiosidade! O Pico Sucuruiu tem 1760m de altura e que está em frente ao Pico da Formosa em Monte Azul, com 1820m de altura, sendo a 6ª montanha mais alta do Espinhaço e a mais alta do norte de Minas Gerais!

Caminhar pela Serra do Sucuruiu requer muita disposição e gosto pela aventura! Infelizmente o turismo ecológico ainda é pouco explorado, mas para quem gosta de adrenalina, encarar esta aventura é um desafio e tanto!

Serra do Sucuruiu

As caminhadas na região dos picos são intensas, sem trilhas e demarcações, geralmente guiadas por alguns moradores locais. Tem alguns trechos difíceis ou de “escalaminhada” e pouca ou nenhuma água no caminho, apesar de ter na sua base, nascentes, rios e cachoeiras.

Aliás, muitos aproveitam a região da base da Serra do Sucuruiu, se refrescando nos rios e cachoeiras da região!



Cachoeira da Mata

Ao longo do Rio Sucuruiu uma bela cachoeira chama a atenção: a Cachoeira da Mata. É um ótimo lugar para contemplar, se refrescar e fazer um piquenique.

A cachoeira fica a 39,4km do centro de Santo Antônio do Retiro,próximo da comunidade São João.

Cachoeira da Mata

Por se tratar de uma propriedade particular, é necessário autorização e agendamento prévio junto a Secretaria de Turismo da cidade.


Inscrições Rupestres


Em Santo Antônio do Retiro há vários sítios arqueológicos com inscrições rupestres. Elas são encontradas na região das comunidades de Cedro e Caroba, na Pedra Grande e na Serra do Pau D’Arco na divisa com Montezuma.

San (Sandra) - fotografando as inscrições do Sitio Arqueológio de Caroba

Muito da história da nossa trajetória na Terra estão retratadas nas inscrições rupestres presentes em grutas, cavernas e em superfícies rochosas ao ar livre espalhadas em alguns lugares pelo mundo.

Cristiano (Cris) - Contemplando as figuras rupestres